ARH

Notícias do Alentejo para o Mundo

Há casas modulares à venda na Comporta por preços bastante atrativos

modularcasasO Cocoon Eco Design Lodges, um projeto edificado na Comporta, lançado em 2010 por uma empresa portuguesa, decidiu que como melhor solução face à atual conjuntura recessiva em que o país se encontra, baixar os valores destas casas modulares modernas de tipologia T1 e está agora a transacioná-las por 29.600 euros. Um investimento que pode ser reavido rapidamente se levarmos em conta que, tratando-se de um resort, estas casas podem ser arrendadas durante os períodos em que não estão a ser utilizadas.

As casas são lodges modulares de madeira, completamente sustentáveis e amigos do ambiente, mas cujo interior se encontra equipado como uma casa completamente normal com quarto, sala, cozinha e casa de banho. Para além disso, com um design contemporâneo, estas estruturas possuem amplas janelas abertas ao exterior e extensos decks, como se pode constatar, ao ler o comunicado produzido pela empresa. Para quem não está interessado no desconto, a empresa resolveu criar mais casas com tipologias T2 e T3, que na prática se tratam de vários módulos destas mesmas casas de madeira modulares aglomerados num só o que possibilita fazer a casa como se pretende.

Casas modulares: Crescem consoante as necessidades

Com a utilização deste tipo de construções modulares torna-se possível, por exemplo, uma família construir uma casa mais pequena numa primeira fase e ir depois adicionando módulos com o passar do tempo de forma a diminuir o investimento inicial. Por outro lado, se a família necessitar de recolocar a sua habitação por motivos de, por exemplo, mudança de emprego, também é possível sem se atingirem custos irrealistas.

É por isso já possível ter, nos dias de hoje, este tipo de casas modulares portugal. Casas flexíveis, que se adequam às nossas necessidades. Esta flexibilidade permite alterar e adaptar cores de paredes, disposição de fachadas e layout dos espaços interiores da casa sem ser necessária a intervenção de técnicos.

Updated: April 27, 2016 — 4:30 pm
ARH Alentejo © 2016